Encomendas pelo e-mail:

scrapbybrands@hotmail.com

Atendimento: Segunda à Sexta.
Solicite seu orçamento!
Obs: Todos os trabalhos são personalizados. Nenhum trabalho fica igual ao outro, pela dificuldade de encontrar materiais semelhantes.
Caso não obtenha resposta em 48 horas, favor reenviar o seu e-mail.
Não uso MSN.


segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Aprendendo a desaprender...

"Passamos a vida inteira ouvindo os sábios conselhos dos outros. Tens que aprender a ser mais flexível, tens que aprender a ser menos dramática, tens que aprender a ser mais discreta, tens que aprender... praticamente tudo. Mesmo as coisas que a gente já sabe fazer, é preciso aprender a fazê-las melhor, mais rápido, mais vezes. Vida é constante aprendizado. A gente lê, a gente conversa, a gente faz terapia, a gente se puxa pra tirar nota dez no quesito "sabe-tudo". Pois é. E o que a gente faz com aquilo que a gente pensava que sabia? As crianças têm facilidade para aprender porque estão com a cabeça virgem de informações, há muito espaço para ser preenchido, muitos dados a serem assimilados sem a necessidade de cruzá-los: tudo é bem-vindo na infância. Mas nós já temos arquivos demais no nosso winchester cerebral. Para aprender coisas novas, é preciso antes deletar arquivos antigos. E isso não se faz com o simples apertar de uma tecla. Antes de aprender, é preciso dominar a arte de desaprender. Desaprender a ser tão sensível, para conseguir vencer mais facilmente as barreiras que encontramos no caminho. Desaprender a ser tão exigente consigo mesmo, para poder se divertir com os próprios erros. Desaprender a ser tão coerente, pois a vida é incoerente por natureza e a gente precisa saber lidar com o inusitado. Desaprender a esperar que os outros leiam nosso pensamento: em vez de acreditar em telepatia, é melhor acreditar no poder da nossa voz. Desaprender a autocomiseração: enquanto perdemos tempo tendo pena da gente mesmo, os demais seguiram em frente. A solução é voltar ao marco zero. Desaprender para aprender. Deletar para escrever em cima. Houve um tempo em que eu pensava que, para isso, seria preciso nascer de novo, mas hoje sei que dá pra renascer várias vezes nesta mesma vida. Basta desaprender o receio de mudar."

(Martha Medeiros)


Estou desaprendendo um monte de coisas... e o que encabeça a minha lista é o medo.
E sei que em algum momento eu vou vencer isso.
Este texto expressa um pouco do que sinto neste momento...
E estou aqui recomeçando... E quero desaprender para e por mim e não pelos outros...
Estou aprendendo a desaprender...


Desejo uma ótima semana para todos vocês!

4 comentários:

Karine MB disse...

Oi Eliana, adorei esse texto! E é a mais pura verdade, aprender a desaprender... rs
Espero que vc vença essa batalha pessoal, por que acredito que desaprender é muito mais difícil q aprender, e te dou a maior força: desaprenda do medo, o medo só deixa a gente pra trás, faz com que não busquemos nossos sonhos e desejos. Um beijão

Carla Cavellucci Landi disse...

Querida,
continuo na torcida pra que tudo fique bem... bjs

Carla Cavellucci Landi disse...

Voltei pra deixar mais um abraco ;)

Karen S. Vazquez disse...

Olá moça...dá uma olhada no meu blog e confira um selinho pro teu blog...bjuss !!!